• Grupo Atrás do Pano

A Estadualização do Programa Cultura Viva em Minas Gerais – Um Estudo de Caso

A Estadualização do Programa Cultura Viva em Minas Gerais – Um Estudo de Caso, é uma pesquisa acerca da percepção e da avaliação do programa após a sua inserção na Rede Estadual de Pontos de Cultura de MG, a partir do olhar de três Pontos de Cultura e de agentes institucionais do Ministério da Cultura – MINC e da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais – SEC-MG que atuaram no Programa Cultura Viva, através do Pacto Federativo que deu origem ao mesmo.


Clique aqui e acesse o conteúdo da pesquisa.


A pesquisa foi realizada pela gestora cultural Cláudia Houara de Castro, como monografia do curso de Especialização em Gestão Cultural da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e sua divulgação viabilizada através do Edital de Premiação nº 23/2020 da Lei Aldir Blanc - Minas Gerais.


Cláudia Houara de Castro é graduada em Letras/UFMG, com especialização em Gestão Cultural pelo IHAC/UFBA e Gestão da Economia Solidária e Desenvolvimento Sustentável pela Faculdade Milton Campos BH/MG. Por 13 anos, foi gestora pública na Representação Regional MG - MINC, desenvolvendo com os municípios de MG políticas públicas para o desenvolvimento do setor cultural. Coordenou o Programa Cultura Viva em MG, programa em que se encontra a Diversidade Cultural, realizando suas atividades juntos aos Pontos de Cultura da Rede do Estado. Atualmente, é integrante do Fórum de Museus de Belo Horizonte e representante da Região Central do Estado no Comitê Gestor do Sistema Estadual de Museus de MG, eleita para o mandato 2020-2022.


Clique aqui e acesse o conteúdo da pesquisa.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo